Challenge Sistema de Esgotamento Sanitário

Aprenda sobre os sistemas de esgotamento sanitário, abordando desde conceitos básicos até práticas avançadas de projeto e gestão. Aprenda o planejamento, implantação e operação de sistemas de esgotamento sanitário.
Conteúdo Exclusivo.
Formato

Curso On-line

Vertical

Engenharia Civil

Autor

Natanael Barros

Carga Horária

6 horas

Materiais

Videoaula

Certificado

Sim

Sobre a trilha

Na trilha de "Saneamento básico: coleta e tratamento de esgoto", você adquire
conhecimentos fundamentais para enfrentar os desafios relacionados à gestão eficiente dos
resíduos líquidos. Explore as práticas e tecnologias essenciais envolvidas na coleta, transporte e
tratamento de esgoto, considerando as normativas regulatórias e as melhores práticas de
sustentabilidade.

Objetivos desse conteúdo 

Este challenge oferece uma visão abrangente sobre os sistemas de esgotamento sanitário, abordando desde conceitos básicos até práticas avançadas de projeto e gestão. Ideal para profissionais e estudantes da área de saneamento ambiental, fornecendo conhecimentos técnicos essenciais para o planejamento, implantação e operação de sistemas de esgotamento sanitário.

Abordagem prática

Esse programa é projetado para desenvolver habilidades práticas, permitindo que você aplique os conhecimentos adquiridos de forma direta em seu contexto profissional.

Orientação profissional

As estratégias compartilhadas pelos autores visam a apoiar a inserção no mercado, 
reposicionamento e progressão da sua carreira na Área Técnica ou Tecnológica.

Direto ao ponto

Aqui você encontrará um conteúdo objetivo e direto ao ponto, facilitando a aprendizagem com uma dedicação que cabe na sua agenda.

Este conteúdo é baseado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o CREA-SP é signatário desde 2019.

ODS 1
ODS 3
ODS 6
ODS 11
ODS 12
ODS 14
ODS 1

Erradicação da Pobreza

Até 2030, garantir que todos os homens e mulheres, particularmente os pobres e vulneráveis, tenham direitos iguais aos recursos econômicos, bem como o acesso a serviços básicos, propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, herança, recursos naturais, novas tecnologias apropriadas e serviços financeiros, incluindo microfinanças
ODS 11

Cidades e Comunidades Sustentáveis

Até 2030, aumentar substancialmente o número de cidades e assentamentos humanos adotando e implementando políticas e planos integrados para a inclusão, a eficiência dos recursos, mitigação e adaptação às mudanças climáticas, a resiliência a desastres; e desenvolver e implementar, de acordo com o Marco de Sendai para a Redução do Risco de Desastres 2015-2030, o gerenciamento holístico do risco de desastres em todos os níveis
ODS 3

Saúde e Bem-Estar

Até 2030, acabar com as epidemias de AIDS, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, e combater a hepatite, doenças transmitidas pela água, e outras doenças transmissíveis
ODS 14

Vida na Água

Até 2025, prevenir e reduzir significativamente a poluição marinha de todos os tipos, especialmente a advinda de atividades terrestres, incluindo detritos marinhos e a poluição por nutrientes
ODS 6

Água Potável e Saneamento

Até 2030, alcançar o acesso a saneamento e higiene adequados e equitativos para todos, e acabar com a defecação a céu aberto, com especial atenção para as necessidades das mulheres e meninas e daqueles em situação de vulnerabilidade
ODS 12

Consumo e Produção Responsáveis

Até 2020, alcançar o manejo ambientalmente saudável dos produtos químicos e todos os resíduos, ao longo de todo o ciclo de vida destes, de acordo com os marcos internacionais acordados, e reduzir significativamente a liberação destes para o ar, água e solo, para minimizar seus impactos negativos sobre a saúde humana e o meio ambiente

Natanael Barros

Eng. Químico (UFC), Mestre e doutorando em Eng. Civil (Recursos Hídricos) (UFC). Atualmente é Sócio-Diretor Técnico da Barros Engenharia Consultiva: consultoria em engenharia de processos químicos, tratamento de água e de efluentes industriais. Atua como docente de Pós-Graduação do curso de Especialização em Energias Renováveis (UniFanor). Já participou na elaboração de projetos de plantas de tratamento de água e de efluentes industriais complexos no Nordeste, no desenvolvimento de processos químicos industriais de várias indústrias (setores farmacêuticos, limpeza etc.) e também no processo de licenciamento ambiental de empreendimentos de diversos tipos. É especialista em Análise Processos Químicos Industriais e de tratamento de água e efluentes industriais.